VOLTAR AO TOPO
HE se prepara para realizar o primeiro transplante de fígado da região em 2017
Além do fígado, a instituição está autorizada pelo Ministério da Saúde e pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT) a realizar transplantes de córneas, rins e coração
Assessoria de Comunicação e Marketing AISI/FMIt/HE 20/12/2016 08:44

 “O Hospital Escola da Faculdade de Medicina de Itajubá (HE) está prestes a realizar o primeiro transplante de fígado e receber pacientes que necessitam desse complexo procedimento no sul de Minas”, comemora o diretor geral da Instituição, Dr. Rodolfo Cardoso. 
   Após investimentos em infraestrutura, equipamentos e capacitação dos profissionais -  tudo acompanhado de perto pela equipe de tutoria do Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE/SP) o HE, agora, torna-se um Centro Transplantador de Fígado, credenciado no Sistema Nacional de Transplantes (SNT) e MG Transplantes, e aguarda para realizar as primeiras intervenções, que deverão ocorrer no primeiro semestre de 2017. 
   Esse processo dá início à terceira fase do Programa de Tutoria - conforme cronograma estabelecido, que prevê o acompanhamento 'in loco' da equipe do HIAE nos primeiros transplantes realizados no HE. Além disso, serão promovidas videoconferências para discussão de casos práticos. 
   O Programa de Tutoria HIAE teve início em 2015, com investimentos oriundos do Fundo Nacional de Saúde (FNS), do Ministério da Saúde, estimados em R$1.600.000,00 (um milhão e seiscentos mil reais) e teve como ponto de partida o diagnóstico das necessidades do HE e melhorias nos processos para o credenciamento. 
   Na segunda fase, foram disponibilizados treinamentos teóricos e práticos à equipe envolvida e estágio multiprofissional no Programa Einstein de Transplantes. “Desde outubro, já treinamos mais de 26 profissionais do HE, entre cirurgiões, hepatologista clínica, radiologistas, enfermeiros e técnicos de enfermagem, anestesistas dentre outros”, contou Dr. Marcelo Bruno de Rezende - cirurgião especialista em aparelho digestivo, que coordena o Programa de Tutoria. 
   “Graças à Tutoria com o Einstein e o comprometimento de todos os envolvidos nesse projeto, hoje temos uma equipe completa e capacitada e todas as condições necessárias para realizar este procedimento altamente complexo, que é o transplante de fígado. Estamos ansiosos para começar as cirurgias”, completa Dr. Rodolfo.   
    Importante ressaltar que, vinculado ao Programa, o HE deu início ao ambulatório de atendimento pré-transplante, com a  gastroenterologista e hepatologista Dra. Thalita Amaral Amaro Adami,  que possibilita aos pacientes serem avaliados e acompanhados pela equipe multiprofissional;além de 

cadastrados no Programa de Transplante de Fígado do Hospital, fazendo com que o tempo de espera para a intervenção não passe de 6 meses (considerando os critérios de compatibilidade e disponibilidade do órgão). 
    “Todo paciente, seja ele do SUS, conveniado ou particular, portador de doença crônica do fígado ou doença aguda irreversível está sendo avaliado e encaminhado ao ambulatório de triagem do HE.  O grande benefício é que, independente do convênio, o paciente tem as mesmas chances de ser transplantado, pois serão inscritos em uma fila única”, informou Dr. Marcelo Bruno
    Além do transplante, o Programa de Tutoria do HIAE contempla o serviço de captação de órgãos, alinhado ao MG Transplantes e SAMU (que disponibiliza a aeronave de resgate) desde agosto deste ano. A primeira captação aconteceu em parceria com o Instituto do Coração (InCor), onde foram retirados os órgãos de um homem de 34 anos, que morreu de traumatismo craniano no HE. O Incor captou o coração e o pulmão, encaminhando para a capital paulista.  A equipe do MG Transplantes retirou os rins, que ficaram em Itajubá. As córneas foram levadas para Alfenas e o fígado para Belo Horizonte.
    Dr. Marcelo Bruno salienta a importância da sensibilização das famílias sobre a doação de órgãos para que os transplantes aconteçam. “Se não tivermos doadores, todos os nossos esforços serão em vão. A falta de doadores é, sem dúvida, algo limitante para que o Programa já comece a funcionar no HE. Felizmente, o fato de estarmos implantando o serviço de transplante dentro da Instituição já trouxe um impacto positivo na doação em nossa região, nos últimos meses”, concluiu.

Outros credenciamentos 

          O HE já é uma instituição autorizada pelo Ministério da Saúde e pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT) a realizar transplantes de córneas, rins e coração, dentro de um Programa que propõe capacitar novos serviços de transplantes no país. “É mais um passo para a estruturação do Centro de Transplantes de Órgãos do HE, que irá suprir a carência verificada em Minas Gerais e será referência para todo o Estado', finalizou Dr. Rodolfo. 

Clique para ver imagens da notícia

Divulgação

AISI/Faculdade de Medicina: (35) 3629-8700 Hospital Escola: (35) 3629-7600

AISI - Institucional

192970 Visitas
1 Online

Associação de Integração Social de Itajubá Av. Renó Júnior, 368 | São Vicente | CEP 37502-138| Itajubá - MG